Maçonaria – Ciclo de Conferências em Famalicão

O Grão-Mestre da Maçonaria Grande Oriente Lusitano é o primeiro convidado do ciclo de conferências “A Maçonaria em Portugal: do século XVIII ao século XXI”, que tem início a 17 de Fevereiro.

Numa altura em que o tema da Maçonaria está na ordem do dia, Vila Nova de Famalicão, através do Museu Bernardino Machado, vai iniciar um grande debate, que irá reunir actuais e antigos membros da maçonaria, historiadores e investigadores académicos.
O ciclo de conferências dedicado ao tema “A Maçonaria em Portugal: do século XVIII ao século XXI” conta com oito debates que decorrerão ao longo de todo o ano.

A primeira conferência é no dia 17 de fevereiro e tem como conferencista Fernando Lima, Grão-Mestre da Maçonaria Grande Oriente Lusitano (GOL), que irá abordar o tema “A Maçonaria: Instituição de Saber ou de Poder?”. A iniciativa conta ainda com a participação de vários responsáveis da Maçonaria portuguesa, investigadores e historiadores. O objetivo é o de desmistificar e debater a origem da Maçonaria, o seu poder e influência na sociedade.

Para além de Fernando Lima está também confirmada a presença de António Reis, professor universitário, político e franco-mação português, que ocupou o cargo de Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano – Maçonaria Portuguesa. O conferencista irá abordar o tema “A Maçonaria Hoje”. O professor na Universidade Nova de Lisboa, Fernando Dias, é o convidado da conferência “Organização e Funcionamento: ritos, símbolos e graus”.

Por outro lado, o coordenador científico do Museu Bernardino Machado e professor aposentado da Universidade do Minho, Norberto Cunha, irá falar sobre “Maçonaria nas Luzes, em Portugal”, enquanto o ex-diretor do Museu Maçónico Português, António Lopes, aborda a temática da “Maçonaria em Portugal no século XIX”. O historiador António Ventura que publicou no ano passado “Os Constituintes de 1911 e a Maçonaria” trará o tema ”A Maçonaria na I República e no Estado Novo”.

Advertisements