Conferência – Os rostos da República em jornais de Lisboa

«Os rostos da Republica em jornais de Lisboa» é o título da conferência que António Valdemar vai proferir, na próxima 4ª Feira, (dia 14), a partir das 17 horas, na sala dos Espelhos da Hemeroteca Municipal, na rua São Pedro de Alcântara, em Lisboa.

A conferencia, ilustrada com a projecção de diapositivos  enquadra-se no cinquentenário da morte de mestre Alberto Souza (1880 – 1961) consagrado como um dos mais notáveis aguarelistas portugueses do século XX mas que se evidenciou, também, como um não menos notável desenhador de imprensa.

Alberto Souza colaborou, com assiduidade, em diversos jornais e revistas, nomeadamente, «O Mundo», de França Borges; a «Vanguarda», de Magalhães Lima; «A Capital», Manuel Guimarães, o «Diário de Noticias», de Alfredo da Cunha; e, ainda, nas revistas «Os Serões» e «Ilustração Portuguesa».

Nestes e noutros órgãos de comunicação social de Lisboa, fixou os grandes acontecimentos e figuras da vida política, social e cultural. Reconstituiu o Regicídio, na ausência de fotografia, em desenhos que também se publicaram em todas as capitais da Europa e passaram a fazer parte da iconografia histórica do atentado.

Também no desenho, na sequência de Rafael Bordalo e Leal da Câmara «contribuiu para a definição do rosto da Republica, antes e depois de ser concretizada na escultura por Simões de Almeida Sobrinho, Francisco dos Santos, Júlio Vaz, João da Silva, entre outros».

Alberto Souza, juntamente com Gustavo Matos Sequeira, organizou , em 1914, na Associação dos Arqueólogos Portugueses, no Museu do Carmo, uma exaustiva exposição, com o primeiro levantamento bibliográfico e iconográfico de Lisboa – base de todos os estudos olisiponenses a seguir a Júlio de Castilho. Existe um Catalogo, que se poderá inserir na pré – história, da acção posteriormente desenvolvida pelo Grupo de Amigos de Lisboa, Centro de Estudos Olisiponenses, Centro Nacional de Cultura.

Destacam – se, neste contexto, as ilustrações em aguarela feitas por Alberto Souza e Roque Gameiro para os «Quadros da História de Portugal», de João Soares e, igualmente, a intervenção no «Dicionário Lello Universal», que — à semelhança do primitivo Larousse – incluiu milhares de ilustrações de personalidades portuguesas e estrangeiras retratadas, no desenho, por Alberto Souza.

De referir, ainda, que, há um século, e para ampla divulgação, quando não havia recursos técnicos para reprodução a cores, Alberto Souza fez uma cópia dos Painéis de São Vicente de Fora, atribuídos a Nuno Gonçalves.

Hemeroteca Municipal (Sala do Espelho)

Rua São Pedro de Alcântara, Lisboa

Anúncios