Curso de Verão na Universidade Internacional da Andaluzia

Ao longo da história a Maçonaria tem despertado grande curiosidade, uma vez que tem sido incompreendida e historicamente maltratada.

Desde o final do século XVIII proliferou literatura anti-maçónica, que baseada na ideia de secretismo da organização a tentou colar à ideologia anti-cristã, aos movimentos revolucionários, aos complots políticos … etc.

No pólo oposto, a abundância de literatura pró-maçónica tentou atribuir à Ordem um progresso liberal de múltiplas realizações.

Dada a dualidade de opiniões, pesquisadores de diferentes países têm explorado fontes, arquivos, bibliotecas e jornais do mundo maçónico, aplicando uma metodologia crítica e científica e, por sua vez, oferecendo a sua desmistificação e conclusões mais ajustadas à realidade dos factos.

Em Espanha, esta desinformação do público alcançou mesmo o alarmismo e o grotesco, como resultado de 40 anos de envenenamento anti-maçónico.

No entanto, essa distorção da realidade na história de Espanha provocou uma reacção nos meios de comunicação histórico-científicos que deu origem a uma linha específica de pesquisa.

O Curso de Verão da Universidade Internacional da Andaluzia, visa abordar em profundidade o fenómeno histórico e sociológico e responder a estas três perguntas:

1. O que é a Maçonaria?
2. Que pistas podem ser encontradas da sua presença na sociedade?
3. O que diz a investigação histórica sobre esta Ordem?

Para o efeito, a Universidade Internacional da Andaluzia convidou os principais especialistas sobre a matéria para um Curso de Verão.

Direcção do Curso:
Ascensión Tejerina Hernández
Logia Obreros de Hiram, nº29 de Sevilla (GLSE).

Professorado:
Ascensión Tejerina Hernández
Logia Obreros de Hiram, nº29 de Sevilla (GLSE).
Cristóbal García García
Universidade de Huelva.
Pedro Álvarez Lázaro
Universidade Pontificia de Comillas, Madrid.
Enrique Menéndez Ureña
Universidade Pontificia de Comillas, Madrid.
Andrés Ortiz Osés
Universidade de Deusto, Bilbao.
Javier Otaola Bajeneta
Ayuntamiento de Vitoria.
José Luis Cobos Avilés
Logia Obreros de Hiram, nº29 de Sevilla (GLSE).
Leandro Álvarez Rey
Universidade de Sevilla.
Santiago José Castellà Surribas
Universidade Rovira i Virgilli, Tarragona.
Luis Martín Martínez
Universidade Pau et de Pays de L’Adour (Francia).
António Reis
Universidade Nova de Lisboa | Grão-Mestre do Grande Oriente Lusitano.

Masonería:
método, historia y vigencia
De 25 a 29 de Julho de 2011

Curso de Verão na Universidade Internacional da Andaluzia
Mais informações em: www.unia.es

Anúncios